O “Arquivo Histórico Museu Bocage” e a história da história natural em Portugal.

Dublin Core

Title

O “Arquivo Histórico Museu Bocage” e a história da história natural em Portugal.

Description

Artigo do Livro:
 Professor Carlos Almaça (1934-2010) - Estado da Arte em Áreas Científicas do Seu Interesse.

Publisher

Maria Judite Alves

Alexandra Cartaxana

Alexandra Marçal Correia

Luis Filipe Lopes

Date

2014

Language

Português 

Resumo em inglês

Type

Artigo cientifico

Identifier

Abstract 
The beginning of modern studies in natural history in Portugal is located in the second half of the eighteenth century, corresponding to the arrival of the paduan naturalist Domingos Vandelli to the country. This will be the main responsible for foundation and organization of the main scientific and museological complex in the country, the Botanical Garden and the Royal Cabinet of Natural History of Ajuda in Lisbon in the year 1768. This establishment would prove to be the embryo of the current National Museum of Natural History. During a temporal period of more than 240 years, the Cabinet has increased, transformed, moved, suffered catastrophes and reached the highest scientific achievements. Following a troubled journey, but almost linear, the Cabinet of Ajuda collections has been transferred to the Royal Academy of Sciences of Lisbon in 1836, giving rise to the Museum of Lisbon, which, in turn, would also be transferred in 1858 to Polytechnic School of Lisbon, where it remains today, having witnessed the end of that school and the birth of the University of Lisbon in 1911. Thus, until 1978, when a terrible fire that destroyed almost completely the Museum collections and the scientific knowledge accumulated during more than two centuries were together in the same space. Miraculously saved from the fire, the Historical Archive of the Museum Bocage, testifies in itself, reflected in documents and miscellaneous materials, the Portuguese scientific labor and efforts started in the distant year of 1768, covering all “periods”, characters and events. The Archive is thus a unique and valuable resource for the study of Natural History and all that concerns it in Portugal. It appears therefore as one of the most important collections of the Museum of utmost importance for the History of Science and the Museum and for the very actual biological research.

Resumo
O início dos estudos modernos em História Natural em Portugal situa-se na segunda metade do século XVIII, correspondendo à chegada do naturalista paduano Domingos Vandelli ao país. Este vai ser o responsável pela fundação e organização do principal complexo científico-museológico do país, o Jardim Botânico e o Real Gabinete de História Natural da Ajuda, em Lisboa, no ano de 1768. Este estabelecimento viria a revelar-se como o embrião do atual Museu Nacional de História Natural e da Ciência. Durante um período temporal de mais de 240 anos, o Gabinete aumentou, transformou-se, deslocou-se, sofreu catástrofes e alcançou os mais altos feitos científicos. Seguindo um trajeto atribulado, mas quase linear, todo o recheio do Gabinete da Ajuda foi transferido para as instalações da Real Academia das Ciências de Lisboa, em 1836, dando origem ao Museu de Lisboa, que, por sua vez, seria também transferido, em 1858 para a Escola Politécnica de Lisboa, onde se manteria até hoje, tendo testemunhado o fim da dita escola e o nascimento da Universidade de Lisboa em 1911. Assim, até 1978, data do terrível incêndio que destruiria quase que por completo o Museu, as coleções e o conhecimento científico acumulados durante mais de dois séculos encontravam-se juntas num mesmo espaço. Miraculosamente salvo do incêndio, o Arquivo Histórico do Museu Bocage contém em si o testemunho, espelhado em documentos e material diverso, do esforço e labor cientifico português iniciado no longínquo ano de 1768, cobrindo todas as suas “épocas”, personagens e acontecimentos. O Arquivo é assim um recurso único e precioso para o estudo da História Natural e de tudo o que lhe diga respeito em Portugal. Revela-se portanto como uma das coleções mais importantes do Museu, de maior importância para a História da Ciência e do Museu e para as próprias investigações biológicas atuais.

Bibliographic Citation

Ceríaco LMP. 2014. O “Arquivo Histórico Museu Bocage” e a história da história natural em Portugal. In: Professor Carlos Almaça (1934-2010) - Estado da Arte em Áreas Científicas do Seu Interesse. MJ Alves, A Cartaxana, AM Correia, LF Lopes (eds), Museu Nacional de História Natural e da Ciência, Lisboa, pp. 329-358.

Files

LMPCeriaco-PCA-2014-p329-358.pdf

Citation

Luís M. P. Ceríaco, “O “Arquivo Histórico Museu Bocage” e a história da história natural em Portugal.,” MUHNAC Digital, accessed December 11, 2017, http://digital.museus.ul.pt/items/show/3765.