Pensar a nossa espécie à luz da teoria evolutiva: passado e presente.

Dublin Core

Title

Pensar a nossa espécie à luz da teoria evolutiva: passado e presente.

Description

Artigo do Livro:
 Professor Carlos Almaça (1934-2010) - Estado da Arte em Áreas Científicas do Seu Interesse.

Publisher

Maria Judite Alves

Alexandra Cartaxana

Alexandra Marçal Correia

Luis Filipe Lopes

Date

2014

Language

Português 

Resumo em inglês

Type

Artigo cientifico

Abstract

Abstract
The quest for an evolutionary perspective of human history dates back to Charles Darwin. This chapter reviews the history of eugenics and sociobiology, starting from Darwin, and analysis the (apparent?) reluctance of evolutionary biologists in engaging on the debate over the evolutionary legacy of behavioral and cognition traits in our species. We show that the greatest conflicts over the proposal of a genetic basis for cognition and behavior did revolved over ideological rather than scientific issues. We defend that evolutionary biology can, and should, contribute to correct some aspects of the most recent proposal on this subject, evolutionary psychology. Our species enjoys a level of cognition and of cooperation like no other on the planet. We suggest that efforts should be joined with the social sciences and the neurosciences to explain how this came about.

Resumo
A procura de um enquadramento evolutivo da história da espécie humana remonta a Charles Darwin. Este capítulo revê a história da eugenia e da sociobiologia, partindo de Darwin, e analisa a sua importância para a (aparente?) relutância dos biólogos evolutivos em participar no debate sobre o legado evolutivo das características cognitivas e comportamentais da nossa espécie. Mostramos que o grande conflito à volta da proposta sobre a existência de uma base genética para a cognição ou o comportamento, não foi maioritariamente gerado por questões científicas mas ideológicas. Defendemos que a biologia evolutiva pode e deve contribuir para corrigir a orientação da linha de investigação mais recente nesta temática, a psicologia evolutiva. É inegável que a nossa espécie difere de todas as outras pela sua elevada cognição e nível de cooperação. Sugerimos que a conjugação de esforços com as ciências sociais e as neurociências será determinante para explicar como chegámos aqui.

Bibliographic Citation

Vala F, M Matos. 2014. Pensar a nossa espécie à luz da teoria evolutiva: passado e presente. In: Professor Carlos Almaça (1934-2010) - Estado da Arte em Áreas Científicas do Seu Interesse. MJ Alves, A Cartaxana, AM Correia, LF Lopes (eds), Museu Nacional de História Natural e da Ciência, Lisboa, pp. 197-237.

Files

FValaMMatos-PCA-2014-p197-237.pdf

Citation

Filipa Vala, Margarida Matos, “Pensar a nossa espécie à luz da teoria evolutiva: passado e presente.,” MUHNAC Digital, accessed November 22, 2017, http://digital.museus.ul.pt/items/show/3760.