OBRA

 

A obra do naturalista Francisco Arruda Furtado é multifacetada, tendo realizado investigação original, principalmente nas áreas da malacologia e da antropologia, no quadro da teoria da evolução de Darwin, com quem se corresponde na juventude.

Em todos os campos a que se dedica, que incluem ainda a botânica e a entomologia, a sua origem açoriana é patente na seleção dos objetos de estudo, ocupando-se da fauna, da flora e da população local para, através das suas investigações, projetá-las e se projetar no panorama científico nacional e internacional.

Já em Lisboa, onde trabalha como adido do Museu Nacional de Lisboa na organização e classificação das coleções existentes, esboça  um conjunto de obras de divulgação científica que não chega a publicar, em virtude do seu falecimento prematuro.

OBRA