Correspondência

Correspondência Científica

A correspondência científica de Francisco de Arruda Furtado é um valioso testemunho do contexto científico e intelectual que o país vivia nos finais do século XIX, onde se encontra refletido o trabalho e a cooperação científica, então, existentes.

Esta secção é composta pela reprodução dos originais das cerca de 333 cartas trocadas entre este naturalista e outros cientistas nacionais e estrangeiros, entre 1880 e 1887. Composta por três livros e documentação avulsa, encontra-se descrita em quatro séries documentais, nomeadamente correspondência recebida; correspondência expedida; registo de correspondência; e correspondência de terceiros.

Historicamente esta documentação foi mantida na posse da família e doada, juntamente com o restante espólio, em 1953, à Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, com exceção do livro copiador de correspondência expedida que se manteve nesta instituição desde que Arruda Furtado desempenhou funções como adido na secção Zoológica do Museu Nacional de Lisboa.

Esta documentação foi transcrita e publicada em 2002 pelo Instituto Cultural de Ponta Delgada e encontra-se acessível online, no site do Instituto Açoriano de Cultura, através do link: http://www.iac-azores.org/biblioteca-virtual/arruda-furtado/Correspondencia-Cientifica-AF.pdf

Seguir a seguinte ligações para ver:

ESPÓLIO
Correspondência