Search

Procurar usando este tipo de interrogação:



Procurar apenas estes tipos de registos:

Item
Ficheiro
Colecção
Exposição
Página de Exposição
Simple Page

Pesquisa avançada (apenas itens)

Borboletário / Butterfly House

Dublin Core

Título

Borboletário / Butterfly House

Descrição

O Borboletário do Museu Nacional de História Natural e da Ciência é um jardim silvestre de plantas mediterrânicas habitado por borboletas comuns em Portugal e que podem ser observadas nas diversas fases do seu ciclo de vida: ovo, lagarta, crisálida e adulto. Neste espaço seguem-se três linhas de acção: criação de borboletas, propagação de plantas hospedeiras e educação ambiental.

The butterfly house of Museu Nacional de História Natural e da Ciência is a Mediterraean garden inhabited by portuguese common butterflies that can be seen in different life cycle stages: egg, caterpillar, chrysalis and adult. This project has three main goals: butterflies rearing, host plants propagation and environmental education.

Contacto / Contact:
Adriana Galveias: agalveias@museus.ul.pt
Ana Sofia Leitão: asleitao@museus.ul.pt
Maria João Verdasca: mjverdasca@museus.ul.pt

Itens na Colecção Borboletário / Butterfly House

As Borboletas Monarca tem quatro ou cinco gerações por ano sendo a última migradora. Esta geração é incapaz de sobreviver ao inverno rigoroso da América do Norte. A cada outono, após armazenadas as reservas de energia necessárias, as…

As Borboletas Monarca tem quatro ou cinco gerações por ano sendo a última migradora. Esta geração é incapaz de sobreviver ao inverno rigoroso da América do Norte. A cada outono, após armazenadas as reservas de energia necessárias, as…

A Malhadinha apresenta 3 ou 4 gerações por ano e pode ser vista nas orlas das florestas. O macho aproveita as zonas de clareiras para patrulhar o território, e interceptar as fêmeas que se aproximam. Esta espécie não se costuma alimentar do…

A Malhadinha apresenta 3 ou 4 gerações por ano e pode ser vista nas orlas das florestas. O macho aproveita as zonas de clareiras para patrulhar o território, e interceptar as fêmeas que se aproximam. Esta espécie não se costuma alimentar do…

A Malhadinha apresenta 3 ou 4 gerações por ano e pode ser vista nas orlas das florestas. O macho aproveita as zonas de clareiras para patrulhar o território, e interceptar as fêmeas que se aproximam. Esta espécie não se costuma alimentar do…

Árvore de Coleções